USDA divulga expectativas para safra 2018 de grãos dos EUA

Soja e milho deverão apresentar áreas iguais de plantio

O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) divulgou nessa sexta (23.02) as expectativas para a safra norte-americana de grãos em 2018, durante a 94ª edição do Agricultural Outlook Forum, em Arlington, no estado americano da Virgínia. A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) acompanha o evento. O coordenador do Núcleo Econômico da CNA, Renato Conchon, afirmou que para o USDA as previsões de preços naquele país se manterão nos mesmos patamares de 2017. “A soja e o milho deverão apresentar áreas iguais de plantio, enquanto a área com o trigo deverá crescer. O milho terá crescimento na produtividade, enquanto a soja sofrerá leve queda”, disse Conchon.

Os EUA também esperam que os países desenvolvidos apresentem crescimento. A China, por exemplo, continuará com forte demanda pela soja. De acordo com estimativas preliminares do USDA, o potencial para a produção americana de milho é de 365,5 milhões de toneladas. O órgão também prevê safra de 117,57 milhões de toneladas de soja. A exportação de milho deve somar 48,26 milhões de toneladas e deve competir diretamente com o Brasil no mercado internacional. No caso da soja, o governo americano pretende ser mais agressivo no mercado mundial e deve incomodar o mercado brasileiro, com expectativa de embarque de 62 milhões de toneladas.

Já na pecuária, a estimativa para bovinos, suínos, aves e ovos é de produtividade, produção e exportação recorde nos EUA. “Os preços deverão apresentar queda, exceto para ovos, visto que a demanda está aquecida, o que deverá sustentar os preços do produto”, destacou Renato. O Agricultural Outlook Forum 2018 ocorreu de quinta à sexta-feira.

Fonte: CNA