Milho permanece estável em Chicago com mercado esperando relatório do USDA

Expectativas são de redução na produção, produtividade e estoques americanos

A quinta-feira (10) começa com estabilidade para os preços internacionais do milho futuro na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações operavam com movimentações máximas de 0,75 pontos negativos por volta das 09h01 (horário de Brasília).

O vencimento dezembro/19 era cotado à US$ 3,93 com desvalorização de 0,50 pontos, o março/20 valia US$ 4,04 com queda de 0,75 pontos, o maio/20 era negociado por US$ 4,10 com perda de 0,50 pontos e o janeiro/20 tinha valor de US$ 4,14 com estabilidade.

Segundo informações da Successful Farming, o milho abre a quinta-feira com poucas movimentações na medida em que o mercado aguarda a divulgação do novo relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) que deve sair nesta tarde.

“Os analistas esperam que a produção de milho esteja em torno de 13,684 bilhões de bushels (347,5 milhões toneladas) com rendimento de 167,5 bushels por acre (175,2 sacas por hectare), abaixo dos 13,799 bilhões (350,4 milhões de toneladas) e 168,2 bushels (175,9 sacas por hectare), respectivamente. Já os estoques, são vistos em cerca de 1,784 bilhão de bushels (45,3 milhões de toneladas), contra as perspectivas de setembro para 2,19 bilhões de bushels (55,6 milhões de toneladas)”, aponta o analista Tony Dreibus.

Notícias Agrícolas – 10/10/2019