Milho: FPA cobra da Conab leilão de estoques públicos na entressafra

Presidente da Conab explicou ao parlamentar, entretanto, que os leilões públicos do cereal são baseados em critérios técnicos
Imagem créditos: Secretaria da Agricultura SP Por: FRENTE PARLAMENTAR DA AGROPECUÁRIA (FPA)
Publicado em 28/03/2019 às 17:01h.
26 ACESSOS
A Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) cobrou nesta terça-feira, 26, em reunião com o presidente da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), Newton Araújo Jr., a liberação, em leilões, de 700 mil toneladas de milho estocadas.

Conforme o vice-presidente da FPA, Sérgio Souza (MDB-PR), esse grão está guardado “em plena entressafra” e, além disso, o País tem importado a commodity do Paraguai e da Argentina, informa nota da frente parlamentar. “Isso encarece o custo para aquele que consome, principalmente o produtor de proteína animal”, ressaltou Souza. “Provavelmente sobrará milho nos estoques da Conab e, no momento de safra, nós não teremos onde alojar o milho do nosso produtor”, assinalou.

O presidente da Conab explicou ao parlamentar, entretanto, que os leilões públicos do cereal são baseados em critérios técnicos. “É importante dizer que a Conab faz os estudos técnicos para ver se aquele é o momento ou não de fazer, por exemplo, um leilão para abastecimento de mercado”, ressaltou.

CNA – CONFEDERAÇÃO DA AGRICULTURA E PECUÁRIA DO BRASIL

Agrolink – 28/03/2019