IGC vê produção de grãos se mantendo estável

“O aumento da produção é totalmente compensado por estoques de abertura mais estreitos”

Conselho Internacional de Grãos (IGC), em sua previsão mensal de produção, disse que a produção mundial de grãos para 2019-20 permanece inalterada em 2,15 bilhões de toneladas, uma vez que um aumento de 3 milhões de toneladas de cevada foi compensado por cortes no milho, sorgo e trigo e aveia. Ainda assim, a safra deve ser a segunda maior da história, 1% maior que a colheita global do ano passado, informou o IGC.

A produção de trigo deverá atingir um novo pico, com 764 milhões de toneladas, 31 milhões de toneladas acima do total do ano passado e 2 milhões de toneladas acima do recorde de 2017-18. Prevê-se que a produção de cevada atinja uma alta de 11 anos, mas a safra de milho deve encolher em 31 milhões de toneladas, já que os Estados Unidos deverão ter uma produção abaixo da média devido às fortes chuvas na primavera que atrasaram o plantio.

“O aumento da produção é totalmente compensado por estoques de abertura mais estreitos, mantendo a oferta total global inalterado ano após ano”, afirmou o IGC. A produção de soja permanece inalterada mês a mês, mas a previsão é de queda de 6% ano a ano, uma vez que os rebaixamentos marginais nos Estados Unidos e na Argentina são parcialmente compensados por aumentos em outros lugares.

Prevê-se que o consumo de todos os grãos aumente 1% ano a ano, para 2,18 bilhões de toneladas, liderado pelo crescimento da alimentação com trigo e cevada. O IGC disse que disponibilidades amplas e com preços competitivos para trigo e cevada provavelmente limitarão a demanda por alternativas, incluindo milho.

AGROLINK – 27/09/2019