Cotações do milho se desvalorizam em Chicago após USDA apontar melhora nas lavouras

A terça-feira (30) começa com desvalorizações para os preços internacionais do milho futuro na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam baixas entre 4,00 e 4,50 pontos por volta das 09h02 (horário de Brasília).

O vencimento setembro/19 era cotado à US$ 4,13 com queda de 4,00 pontos, o dezembro/19 valia US$ 4,22 com desvalorização de 4,50 pontos e o março/20 era negociado por US$ 4,32 com baixa de 4,50 pontos.

Segundo informações do Successful Farming, os futuros de grãos foram menores no comércio da madrugada, conforme a condição da safra de milho subiu na semana passada, após divulgação do último relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) no final da tarde de segunda-feira.

O milho dos EUA foi classificado como 58% bom ou excelente até o último domingo (28), contra 57% na semana anterior, de acordo com o USDA. O número ainda está abaixo dos 72% que obtiveram as melhores avaliações no ano passado.

Ainda de acordo com o relatório, cerca de 58% estão em fase de embonecamento, bem abaixo da média anterior de cinco anos de 83% para esta época do ano, enquanto 13% estão no estágio de enchimento de grão versus os 23% normais.

Notícias Agrícolas – 29/07/2019