Conab realiza leilões de frete para remover milho com quantitativo reservado a autônomos

Já o leilão do dia 10/12 (Aviso nº 197), é complementar ao primeiro, e serão ofertadas 700 toneladas para Petrolina, em PE

Cerca de 13 mil toneladas é o quantitativo que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vai contratar, por meio de frete, para a remover milho do estado de Mato Grosso para diversos armazéns instalados nas regiões Nordeste, Norte e Sudeste do país. Os leilões para a seleção das transportadoras serão realizados nesta quinta-feira (5) e na próxima terça-feira (10), pelo sistema eletrônico da estatal.

O primeiro pregão (Aviso nº.194) é para remover 8.275 toneladas do produto que está estocado em Sapezal e Sorriso/MT e será destinado aos municípios de Rio Branco (AC), Icó, Iguatu, Russas, Senador Pompeu e Tauá (CE), Vitória e Colatina (ES), Campina Grande (PB), Arco Verde e Petrolina (PE), Teresina e Parnaíba (PI) e Natal (RN). Já o leilão do dia 10/12 (Aviso nº 197), é complementar ao primeiro, e serão ofertadas 700 toneladas para Petrolina, em Pernambuco.

Outra operação, de 3.975 toneladas (Aviso nº.196), é restrita à participação de cooperativas e associações de transportadores autônomos, de acordo com a legislação vigente que estabelece a reserva de mercado para o setor. Estes grupos já podem entregar as documentações previstas no edital (habilitação e intenção de prestação de serviço), com data limite até o dia 10 de dezembro. A abertura dos envelopes e a divulgação dos resultados serão realizados nos dias 11 e 13/12, respectivamente. Os preços estipulados pela Conab nesses lotes variam de R$ 239,60/t a R$ 631,75/t. Os números foram definidos conforme norma da Companhia e contemplam despesas que não integram o cálculo do Piso Mínimo, inclusive o pedágio.

Quanto aos parâmetros de preço de abertura dos leilões eletrônicos, estes serão informados por meio de comunicado específico, com antecedência mínima de dois dias úteis da data de realização do pregão, quando estarão disponíveis também no portal da Conab. Nestas operações, todos os participantes devem também estar cadastrados em bolsas de mercadoria por onde queiram realizar a negociação e inscritos no Sistema de Cadastro Nacional de Produtores Rurais (Sican).

CONAB – COMPANHIA NACIONAL DE ABASTECIMENTO

Agrolink – 03/12/2019