Colheita de milho chega a 16,3% na Argentina

Na Argentina, a colheita de quadros mais precoces de milho se estende no centro da área agrícola nacional, com avanço nacional de 16,3%, como destaca a Bolsa de Cereais de Buenos Aires (BCBA) em seu Panorama Agrícola Semanal (PAS). Grande parte dos lotes mais tardios, por sua vez, passam pelo período crítico de definição de rendimento com reservas hídricas ainda escassas.

Quanto aos rendimentos colhidos até então, estes estão abaixo das médias das últimas safras, mesmo que ainda haja uma grande variabilidade entre os mesmos dentre as áreas analisadas.

No norte do país, as chuvas acompanham o cultivo, que se encontra começando o período reprodutivo, pelo qual os rendimentos potenciais ainda se mantêm. Na província de Córdoba, a falta de chuvas afeta o enchimento normal dos quadros tardios e, devido a este fator, o potencial de rendimento pode se ver afetado.

A BCBA mantém sua projeção para a safra em 34 milhões de toneladas, 5 milhões de toneladas a menos do que foi colhido na safra passada.

Notícias Agrícolas – 14/03/2019