Colheita da 2ª safra começa no BR

A colheita da segunda safra de milho começou no Brasil nos últimos dias, mas o maior volume ainda não se refletiu em forte queda nos preços do cereal, principalmente devido à resistência de vendedores em aceitar valores abaixo de seus pedidos.

Conforme pesquisadores do Cepea, esses agentes estão mais interessados em comercializar com exportadores, especialmente para entrega no segundo semestre. Em Campinas (SP), no entanto, a pressão compradora foi sentida com mais força.

Demandantes seguem consumindo seus estoques e se mantêm firmes em suas posições, fator que levou o Indicador ESALQ/BM&FBovespa a recuar 3% de 19 a 26 de maio, fechando a R$ 27,23/sc de 60 kg na sexta-feira, 26.