Abramilho fará parte do Conselho do Agro

A Abramilho – Associação Brasileira dos Produtores de Milho – decidiu fazer parte do Conselho do Agro, Conselho das Entidades do Setor Agropecuário, uma iniciativa da Confederação Nacional de Agricultura, CNA, cujo principal objetivo é estarem unidas na defesa de temas de interesse do setor e do País. O encontro aconteceu no dia 18 de outubro, na sede da CNA, em Brasília, e reuniu mais 11 entidades representativas dos produtores rurais.

Para o presidente da Abramilho, o ex-ministro da Agricultura Alysson Paolinelli, “o Conselho do Agro será instrumento estratégico para o setor ter cada vez mais força e clareza de ideias nos debates sobre as mudanças na política econômica”.  Acrescentou que “a agropecuária é forte e lidera o crescimento, não podendo ser fraca em sua representação institucional”.

O presidente da CNA, João Martins, disse, por sua vez, que o agro tem “o dever de ajudar na reconstrução do País, que precisa retomar o caminho do desenvolvimento, com mais emprego, estabilidade econômica e paz social”. Segundo Martins, as primeiras ações começam por apresentar contribuições à reforma trabalhista que está sendo preparada pelo governo e ainda a defesa da criação de novos instrumentos de crédito e financiamento para o setor.

Além do presidente da CNA, participaram também da reunião os presidentes e representantes das seguintes entidades: Associação Brasileira dos Criadores de Suínos (ABCS), Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), Associação Brasileira dos Produtores e Exportadores de Frutas (ABRAFRUTAS), Associação Brasileira dos Produtores de Milho (ABRAMILHO), Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (ABRAPA), Associação dos Produtores de Soja do Brasil (APROSOJA BRASIL), Conselho Nacional do Café (CNCAFÉ), Instituto Brasileiro de Horticultura (IBRAHORT), Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB), Sociedade Nacional da Agricultura (SNA) e Sociedade Rural Brasileira (SRB).  A próxima reunião do conselho foi marcada para o dia 17 de novembro, também na sede da CNA.